O Kung Fu (功夫) é um dos mais antigos representantes das artes marciais, talvez a primeira a ser sistematizada. Este termo (“Kung Fu”) engloba todos os estilos de luta criados na China.

Mais do que um conjunto de técnicas, o Kung Fu possui um corpo teórico e conceitual bastante desenvolvido. Seu significado no idioma chinês enfatiza os valores desta arte marcial: entre as traduções mais utilizadas, estão “trabalho duro” e “ser extremamente habilidoso em alguma atividade”. E é somente através de árduo e constante treinamento que se torna possível dominar esse conjunto de técnicas e teorias.

Os tipos de exercícios de um treinamento Kung Fu são bastante diversificados, com técnicas de fortalecimento e flexibilização do corpo, além de exercícios respiratórios. As técnicas são realizadas com as mãos livres ou com armas. O treinamento também inclui lutas combinadas e lutas com equipamentos de proteção.

O Kung Fu possui mais de 300 estilos diferentes, o que faz com que seja talvez a mais rica, complexa, sofisticada e fascinante arte marcial existente.

Além de ser um método de defesa-pessoal eficaz e sofisticado, a prática contínua do Kung Fu proporciona ao praticante um maior bem-estar físico e emocional, melhorando sua saúde e desenvolvendo o auto-controle, disciplina, concentração, companheirismo e auto-conhecimento.

Não há limites de idade para se praticar o Kung Fu, pois seus benefícios atingem crianças, jovens, adultos e até terceira-idade.